Redfoo

Quem o vê e ouve pela primeira vez pode presumir que Redfoo é apenas um cabeludo com um forte sentido de humor, fã da EDM e apreciador de uma boa festa. Porém, na verdade, ele é um super-herói musical.

Aproveitando a vocação para a produção musical, Redfoo canalizou a sua criatividade para a música e dança, percebendo que aquelas eram formas poderosas de se poder expressar. Da criação do nome às roupas coloridas, Redfoo domina a arte de abraçar a individualidade e encoraja os seus fãs a fazer o mesmo. Esse caráter genuíno teve uma enorme importância na ascensão de Redfoo ao estatuto de superestrela. Descoberto pela lendária editora Motown, como Stefan Kendal Gordy, a ascensão de Redfoo teve como base a dualidade entre criação de vários hinos de dança e o método minucioso de fazer música. Lenda musical, enquanto autodidata, Redfoo encontrou-se a nível sonoro e, em parceria com o sobrinho Sky Blu, formou a dupla de dança electro-pop LMFAO.

Cumprindo a missão de ajudar “everybody just have a good time “, LMFAO lançou uma série de sucessos, incluindo “Party Rock Anthem” e “Sexy & I Know It”. A dupla saltou, rapidamente, para o topo das tabelas musicais, tendo a oportunidade de fazer uma tour mundial. Esses hits foram galardoados com várias nomeações para os Grammy, MT e NRJ & Billboard Award, assim como a possibilidade de atuar ao lado de Madonna, no Super Bowl XLVI. No entanto, a visão de Redfoo para o tema “Party Rock” foi muito além da música em si. Ele imaginou uma Festa Mundial 360 ao som dos seus temas, e deu-lhe vida através de vídeos que quebraram recordes, uma linha de vestuário “Party Rock”, espetáculos ao vivo e a criação de figuras promotoras da positividade, permitindo a integração dos fãs no projeto.

Redfoo manteve o foco da sua missão, mesmo depois de LMFAO ter anunciado uma pausa, devido à “obrigação de ser coerente com a [sua] energia e individualidade, ajudando os fãs a fazerem o mesmo”. Aproveitando alguns truques do tempo em que dominava o mercado de ações, o melhor investimento de Redfoo até à data foi nele próprio e naqueles em que ele acredita. Claramente, os fãs também acreditam nele. A sua energia e estilo contagiantes proporcionaram-lhe papéis em

longas-metragens, presenças em festas pelo mundo fora, colaborações na área da moda e papéis em séries de TV, as quais o levaram a ser júri no X-Factor Austrália, durante duas edições. Ser mentor nesses programas televisivos foi um excelente meio para ajudar outros a identificarem as suas paixões, acreditarem em si e a realizarem os seus sonhos: o ‘modus operandi’ de Redfoo.

O DJ transportou essa energia positiva para o seu mais recente álbum, “Party Rock Mansion”, que leva a música pop a novos horizontes, criando sonoridades únicas que não deixam ninguém indiferente. Consistente com o espírito inovador de “faça você mesmo”, Redfoo financiou, produziu e misturou o álbum, que foi lançado pela sua editora, a Party Rock. “No iTunes posso chegar, facilmente, ao mundo inteiro, como qualquer outra pessoa”, diz. “É democrático e eu gosto disso. Só quero fazer música, publicá-la e partir para tour. Quero focar-me na criatividade, viver a minha vida e escrever sobre ela”, completa.

Ao canalizar a sua experiência de vida em algo tangível, o objetivo de Redfoo é oferecer aos fãs experiências incríveis. Afinal, “esse é o [seu] trabalho: viver e escrever sobre a vida”. “Quero inspirar e motivar as pessoas a levantarem-se, dançarem e seguirem seus sonhos”, o que pode levá-las, exatamente, ao Party Rock Mansion.